Festival mineiro reúne antigos e gastronomia


02/05/2017, por FLAUDEMIR SIQUEIRA


Picape Chevrolet 6100, que na safra de 1948 ficou conhecida como

Fonte: (jornaldocarro.estadao)

Boa comida, música e exposição de carros clássicos animaram os quatro dias de feriado de Corpus Christi na cidade mineira de Passa Quatro, a 240 km de São Paulo. Embalados pelo 8º Festival de Gastronomia, proprietários de veículos antigos de cidades da região, como Lorena, Guaratinguetá, Taubaté e Itanhandu, além de capitais como São Paulo e Rio de Janeiro, aproveitaram para por suas relíquias para rodar e aproveitar belos trechos da Estrada Real.

O resultado foi um cenário colorido sob o sol de quase inverno na estância de 15 mil habitantes que integra o Circuito Terras Altas da Mantiqueira. O evento, organizado pelo Grupo do Fusca da cidade, teve 118 antigos inscritos, sem contar os visitantes que foram se incorporando ao longo do feriado.

“A gente viaja para todo lugar, com chuva, sol, frio ou calor, e feriado é sempre uma boa oportunidade de colocar os carros na estrada”, disse o carioca Francisco Paz, dono de um MP Lafer 1978 vermelho, impecavelmente conservado. Ele integrou um grupo de quatro casais do clube Amigos do MP Lafer que encarou os 240 km entre o Rio e Passa Quatro sem sobressaltos ou falhas mecânicas.


Da estação, sai nos finais de semana e feriados a maria-fumaça de 1925 que leva os visitantes ao topo da Serra da Mantiqueira, na divisa com Cruzeiro (SP), palco do principal confronto entre tropas paulistas e mineiras na Revolução Constitucionalista de 1932.O empresário Paulo Amolinário, de Itaboraí (RJ), exibia com orgulho seu MP Lafer com motor VW AP refrigerado a água. “Foi difícil adaptar esse motor, mas, depois disso, nunca deu problema.” O gerente de informática Marcos Roberto Biston rodou os 57 km desde Lorena, no Vale do Paraíba, com seu Dodge Charger 1973 azul com teto preto de vinil. E aproveitou para fazer uma sessão de fotos em frente à estação de trem.

O comerciante Carlos Garcia, de Varginha (MG), carregou sua rara Kombi de seis portas com peças e acessórios, montou tenda e fez boas vendas. Apesar de serem maioria no evento, os carros com motor VW refrigerado a ar não brilharam sozinhos.

Do Porsche 911 à picape Chevrolet “Boca de Sapo”, as atrações eram muitas. Filho da cidade, o colecionador João Alberto Siqueira, o Joca, tirou da garagem relíquias como uma picape El Camino 1971, um Galaxie 500 1968, um Impala 1961 e um Mercury 1948. Da família Siqueira também era o Bel Air 1955 que, diz a lenda, pertenceu à cantora Elza Soares nos anos 50.

Encontro de carros antigos em Passa Quatro (MG) 

Encontro de carros antigos em Passa Quatro (MG)

Encontro de carros antigos em Passa Quatro (MG)

Encontro de carros antigos em Passa Quatro (MG)

Encontro de carros antigos em Passa Quatro (MG)

Encontro de carros antigos em Passa Quatro (MG)

Encontro de carros antigos em Passa Quatro (MG)

Encontro de carros antigos em Passa Quatro (MG)